Escolha uma Página

Comitês

Ingo Ploger

Relações Internacionais

Ingo Ploger

 Coordenador do Comitê
  • Participação ativa em negociações internacionais de comércio;
  • Monitoramento das alterações tarifárias;
  • Discussão e auxílio à utilização dos instrumentos de defesa comercial (dumping, subsídios e medidas compensatórias);
  • Atuação para mitigação de barreiras não tarifárias às exportações brasileiras;
  • Promoção da imagem do agronegócio brasileiro;
  • Desburocratização do comércio exterior;
  • Interlocução junto aos órgãos governamentais.
Bruno Drago

Assuntos Jurídicos

Bruno Drago

Coordenador do Comitê
  • Analisar, propor ideias e alinhar entendimentos sobre os assuntos jurídicos relacionados as cadeias agroindustriais;
  • Defender o interesse do setor e buscar através de instrumentos de política agrícola transmitir maior segurança jurídica ao ambiente das atividades do setor;
  • Discutir e fomentar proposições de legislações que atendam os interesses do agronegócio;

Comunicação

Gislaine Balbinot

Coordenadora do Comitê
  • Promover a imagem do Agronegócio no Brasil e no exterior;
  • Debater assuntos e temas transversais que afetam a imagem do setor e propor soluções;
  • Monitorar as tendências e os movimentos das mídias;
  • Realizar pesquisas direcionadas junto ao público urbano, sobre o entendimento da cadeia produtiva do Agronegócio;
  • Organizar encontros que visam a discussão e a divulgação de temas setoriais;
Pedro Fernandes

Financeiro e Tributário

Pedro Fernandes

Coordenador do Comitê
  • Dar relevância aos mecanismos de créditos ao Agronegócio;
  • Desenvolver o seguro rural sob a ótica de cadeia produtiva, com revisão no cálculo do prêmio e regulamentação do fundo de catástrofe;
  • Aprimorar a Lei 8.929/94 que instituiu o CPR (Cédula do Produtor Rural);
  • Criar uma Central de Registro de CPR;
  • Revisar o Estatuto do Produtor Rural;

Inovação

João Comério

Coordenador do Comitê
  • Atuar junto ao governo para estabelecimento e manutenção de políticas públicas favoráveis à Inovação no setor;
  • Defender os interesses do setor e, através de instrumentos de inovação, obter e assegurar maior produtividade;
  • Fomentar iniciativas incrementais e disruptivas de inovação no setor do agronegócio;
  • Analisar, propor ideias, fomentar e alinhar os programas de inovação do setor do agronegócio;
  • Promover a imagem de liderança do setor através de sua cultura inovadora;
  • Fomentar a integração entres os comitês da ABAG em suas ações de Inovação.
Luiz Pinazza

Insumos, Máquinas e Implementos agrícolas

Luiz Pinazza

Coordenador do Comitê
  • Estimular a pesquisa, o desenvolvimento e a inovação com base na ciência;
  • Incentivar marcos regulatórios modernos e em sintonia com a regulamentação internacional;
  • Contribuir para a liderança brasileira em agricultura tropical;
  • Compartilhar o cenário de futuro do agronegócio, diante da importância crescente dos insumos.

Logística e Infraestrutura

Claudio Graeff

Coordenador do Comitê
  • Diagnosticar as condições de logística e infraestrutura do País para atendimento do Setor;
  • Fomentar pesquisa e desenvolvimento de soluções logísticas e de infraestrutura para o Agronegócio;
  • Propor projetos e políticas públicas nas áreas de logística, armazenagem e infra-estrutura.
Cesar Braga

Gente & Gestão

Cesar Braga

Coordenador do Comitê
  • Promover iniciativas que estimulem a diversidade, inclusão e igualdade de oportunidades para
    todas as pessoas;
  • Desenvolver ações de atração e retenção de talentos no segmento;
  • Promover o debate sobre a sucessão nas empresas do agronegócio (familiares ou não);
  • Contribuir para a difusão do conhecimento/capacitação das pessoas nas fronteiras agrícolas e incentivar o espírito empreendedor;
  • Avaliar e propor ações para minimizar o impacto de externalidades no desempenho dos profissionais do setor.

Sustentabilidade e Bioeconomia

Eduardo Bastos

Coordenador do Comitê
  • Formular planos de ação visando à consolidação das práticas sustentáveis e criação de valor econômico, ambiental e social;
  • Sedimentar o conceito e a prática de sustentabilidade;
  • Mapear e propor a aplicação de indicadores de sustentabilidade;
  • Inserir o Agronegócio na agenda nacional e internacional de Mudanças Climáticas;