Escolha uma Página

16º Congresso Brasileiro do Agronegócio

Reformar para Competir

O tema de 2017 obedeceu à linha de sequência das questões apresentadas e debatidas nos congressos anteriores da Abag, sintonizado na ideia da construção de um país moderno com sustentabilidade.

Em 2016, sob o tema Liderança e Protagonismo foi tratado o potencial e a força do agronegócio brasileiro, diante dos compromissos desafiadores nos ambientes internos e externos. Para 2017, as reformas essenciais foram colocadas no centro das discussões, frente às novas tecnologias e as peculiaridades dos sistemas produtivos contemporâneos.

O Brasil tem no agronegócio a principal alavanca de sua balança comercial e do seu desenvolvimento descentralizado. As revoluções tecnológicas e de gestão do agro são constantes e silenciosas. No entanto, o setor é penalizado com as políticas públicas deficientes na infraestrutura e logística.

Há também uma série de problemas ligados à burocracia e os custos de uma legislação tributária e trabalhista que não mais oferece produtividade e competividade ao país.

Nesse cenário em que o desenho geoestratégico do mapa-múndi tomará novos contornos nos próximos anos, a ABAG segue em sua meta de colocar e discutir esses assuntos.

O 16º CBA concedeu o Prêmio Norman Borlaug de 2017 para o pesquisador João Kluthcouski, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Prêmio Personalidade do Agronegócio Ney Bittencourt de Araújo 2017 foi para Francisco Sérgio Turra, ex-ministro da Agricultura e presidente-executivo da ABPA – Associação Brasileira de Proteína Animal.

CONFIRA OS ANAIS AQUI