Notícias da ABAG

Três iniciativas na área de educação foram apresentadas durante a reunião do Comitê de Comunicação da ABAG – Associação Brasileira do Agronegócio, que contou com a participação de jornalistas e lideranças da área de marketing e comunicação de importantes entidades e empresas do agronegócio.

O Movimento Todos a Uma Só Voz trabalha para conectar toda a cadeia produtiva, fortalecendo a imagem do setor, gerando negócios, estimulando a empatia dos consumidores urbanos e criando uma narrativa compreensível de como o agro pode tornar a vida do brasileiro melhor. “Percebemos que o agro é um setor grande, mas fragmentado, com os segmentos atuando de forma isolada”, disse Ricardo Nicodemos, diretor da RV Mondel e vice-presidente da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio (ABMRA).

A ABAG é mentora desse movimento, que foi estruturado em três pilares: criação de oportunidades, difusão de conhecimento, sustentabilidade socioambiental. Com o apoio de diversas instituições da cadeia do agro, a iniciativa pretende engajar diversos núcleos e camadas da sociedade, trabalhando por meio de campanhas digitais, eventos online de conhecimento e um site com conteúdo atual e qualificado. De fevereiro até maio deste ano, mais de 365 publicações foram divulgadas na imprensa e são mais de 5,1 milhões de seguidores nas redes sociais quando somadas as redes de todos os parceiros.

Já Valéria Ribeiro, assessora de comunicação da ABAG/RP, apresentou duas iniciativas instituídas pela entidade: o Programa Educacional “Agronegócio na Escola”, que está em sua 21ª edição e visa a capacitação de professores, e a Campanha de Conscientização, Prevenção e Combate aos Incêndios, que reuniu produtores rurais e usinas sucroalcooleiras na região de Ribeirão Preto para levar informação e educação à população sobre o tema.

Em 2020, o programa educacional da ABAG/RP precisou ganhar uma nova formatação devido à pandemia, passando de presencial para virtual. Mesmo assim, contou com a participação de 135 professores e 301 alunos, de 65 escolas situadas em 30 municípios. Segundo Valéria, os alunos foram desafiados para apresentar o agro de dentro de suas casas, o que resultou em 164 trabalhos em formatos diversos, como, por exemplo, vídeos roteirizados e editados pelos jovens. Ao longo das vinte edições, a iniciativa já envolveu mais de 255 mil alunos e 3,3 mil professores.

No caso da campanha, Valéria contou que ano passado foi criado o indicativo de incêndio, em parceria com a Somar Meteorologia, que apresentava as áreas e regiões do Estado de São Paulo com mais risco de ocorrência de incêndio. A EPTV veiculou para 157 cidades o índice em seus telejornais, no quadro sobre a previsão do tempo. Ao final da campanha, 7000 mil mudas de árvores foram doadas para serem plantadas nas áreas com mais propensão de serem atingidas pelo fogo. Para este ano, a campanha vai atingir outros estados, como Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.